quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

De Freda Kelly a Frida Khalo

"No mundo dos sonhos vender fantasias é tão real quanto alimentar o diário com doses de esperança".

Preparamos os caminhos para os que vêem o dia e descansamos à noite.
Levamos conozco o que nos convém e deixamos pra trás lágrimas e suor.

Alegramo-nos com o que lhes alegra e choramo-nos em túmulos de sagrados segredos.
Faz-nos tão bem como mal negociar com o dia a brevidade da fluctuante lua.

Enquanto subimos em divinos degraus, um purgatório de ocaso prematuro nos vigia.
Neste segundo, saúdo com veemência real a estação dos meus últimos dias.

                                ===

Os primeiros anos são os melhores para alguns, para outros os piores.
Vendendo sonhos e angariando esmolas vamos construindo um mundo melhor

para Khalo e Kelly.


Saiba que acontece


Às vezes uma sombra nos rodeia
O manto escuro do mal nos cobre
Ela caiu da escada em sua casa
Ele tomou um tombo na calçada

Foi um acidente eles disseram
E simplesmente as coisas acontecem
Ele morreu depois do casamento
Ela perdeu o seu único filho

Não foi minha culpa, não pude evitar
Eu não vi nada, foi tudo tão rápido
quando me dei conta ela já estava no chão
Hoje faz cinco anos que ele se foi

Não é um sinal, nada é o acaso
Do jeito que vem é o jeito que se vai
Não tem nada a ver com a sua fé
Mas você pode sentir o que não se vê

Ganhou uma fortuna e tudo perdeu
Sem amigos nem familia ele morreu
Ela era tão jovem, quem ia imaginar
Ninguém mais se lembra o que ele nos deixou

Quero

Quero acreditar que nosso mundo é justo e perfeito que a maldade é só um conceito E o que nós une é o que não se vê Eu quero crer Que ...