terça-feira, 27 de maio de 2014

Tratado

Nós,
contemporâneos do futuro,
não é sobre o túmulo do
passado que choramos
e sim do impaciente presente
e do quarto estado da matéria.

Máquinas mais pesadas que o ar
e outras aves agourentas pairam.
(Mister George Wells saberá o que mais)

Energia, entidade independente da matéria
em fantasias filosóficas e teorias do átomo.
O homem dotado de uma ilusão; a consciência

A curvatura do espaço e a contração do tempo
percepção extra-sensorial e hipnose e
a personalidade dividida de Freud e Price.

Números quânticos de estranheza

O médium fabrica ectoplasma
O pensamento pode viajar
Todos temos um corpo astral
Domínio dos espíritas a quarta dimensão

Madame Curie fez mexer as mesas
Edison comunicou-se com os mortos
Marconi conversou com marcianos
Nencomb viu os crustáceos do Pacífico

A lógica do bom senso não existe
Uma proposição pode ser falsa e verdadeira
B+A não é mais igual a A+B
Continua e descontinua uma entidade pode ser

Noites mal dormidas

É muito fácil de entender
E tenho tanto pra te dizer
Em uma noite só não vai caber
Vou esperar até o amanhecer

Não vou embora sem te contar
Sem instrumentos posso cantar
A melodia que me faz pensar
Não faz sentido se eu te sonhar

A noite chega, chega de dia
Dias incertos -
Noites mal dormidas

Estar

- O cinema é o motor e a origem do debate
- A morfina do normal e da moral em desatino
- A depressão no comando e o capricho no controle
- O pacífico opiáceo da orquídea indefinida

- Há uma chance mutável, uma sincera clareira
- O lodo da exsudação e a tensão pré-ocupação
- Presságio imaturo da posição exata (...)
- O acesso ao princípio e o predomínio do alcançar

- Delírio ávido de violar o racional
- Sancionar a porção do desertor
- A retomada em sigilo da prorrogação
- Aprende impaciente a repousar e estar

B612

Não me parece absurdo
Que em meu pequeno mundo
Seja meu céu espaço estrelas
Meu firmamento calabouço astral

Ainda um dia deixarei o asteroide
Minha rosa-dos-ventos levarão daqui
Cruzar o céu de espaço e estrelas
Dar um final ao calabouço astral

Sair do asteroide
Viajar o universo
Vagar estranhos paralelos mundos
Sentir saudades da minha rosa etérea

Lançar-me livre à solidão estelar
Ser responsável por sentir saudades
ou voltar para
minha rosa eterna

É, eu sei. Fui eu Nada mais para dizer nem perdão, nem desculpas  vão fazer esquecer Hoje acordei tarde mas o pesadelo não acabo...